Biblioteca de Áves
Home » Biblioteca de Aves » Anu-branco
Nome Popular

Anu-branco


Outros nomes populares
Rabo-de-palha


Nome Científico
Guira guira


Nome em Inglês
Guira Cuckoo

Família

Crotophaginae

Tamanho

38 cm

Descrição

Ave de corpo franzino, cauda comprida, graduada e com fita preta. Coloração predominante branco-amarelado, ela apresenta um bico forte e curvo de cor alaranjada. Quando empoleira arrebita a cauda e joga-a até as costas. Anda sempre em bandos. São aves extremamente sociáveis.

Dimorfismo juvenil

O bico do imaturo é cinzento.

Habitat

Vivem em campos, lavouras e ambientes abertos.

Alimentação

São essencialmente carnívoros, comendo gafanhotos, percevejos, aranhas, miriápodes etc. Predam também lagartas peludas e urticantes, lagartixas e camudongos. Cospem pelotas. Pescam na água rasa, e periodicamente comem frutas, bagas, coquinhos e sementes, sobretudo na época seca quando há escassez de artrópodes.

Nidificação

Os seus ovos são relativamente muito grandes, tem de 17 a 25% o peso da fêmea. A cor dos ovos é verde-marinho. Tanto há ninhos individuais, como coletivos. A fêmea que construiu um ninho e ainda não começou a pôr os seus ovos, joga fora os ovos postos ali por outras fêmeas. Joga também os ovos, quando a fêmea poedeira encontra o ninho onde quer pôr ocupado por outra ave. Os adultos nem sempre zelam bem pelos ninhos com ovos, abandonando-os. Os filhotes deixam o ninho antes de poder voar, com a cauda curta, e são alimentados ainda durante algumas semanas. Quando os seus ninhos são abandonados, às vezes são aproveitados por outros pássaros, cobras, por pequenos mamíferos, sobretudo marsupiais.

Curiosidade

Assim como o Anu-preto, o Anu-branco possui um cheiro forte e característico, perceptível para nós a vários metros e capaz de atrair morcegos hematófogos e animais carnívoros.
Gostam de apanhar sol e banhar-se na poeira, muitas vezes a plumagem fica fortemente tingida com a cor da terra do local ou de cinza e carvão, sobretudo se antes correrem pelo capim molhado. Pela manhã e após as chuvas pousam de asas abertas para enxugar-se. À noite para se esquentar juntam-se em filas apertadas ou aglomeram-se em montões desordenados; acontece de um correr sobre as costas dos outros, que formam a fila, para forçar a sua penetração entre os companheiros, arrumam as suas plumagens reciprocamente. Devido as seu vôo lerdo e fraco, são freqüentemente atropelados nas estradas.

Referências

SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. 1997. 863p.


Disponível em: http://www.wikiaves.com.br. Acesso em 24 de fevereiro de 2010.

Imagens
  • title=
  • title=
  • title=
Você sócio do COAVE, tem imagens desta ave que gostaria de
compartilhar na Biblioteca de Aves, envie para nós, clicando aqui
Entre em contato
com o COAVE
Associe-se ao
COAVE e acompanhe
nosso trabalho
Região turística do Vale Europeu - Santa Catarina - Brasil | By Vale da Web